Compartilhar facebook
Compartilhar twitter
Compartilhar whatsapp
Compartilhar telegram

Andorra e Dubai: relações com os Emirados Árabes Unidos

Andorra e os Emirados Árabes Unidos ou os Emirados Árabes Unidos consolidaram recentemente as suas relações Na chamada exposição dubai 2020, evento que originalmente aconteceria, como o próprio nome sugere, em 2020 em Dubai, mas teve que ser adiado devido à pandemia do COVID-19. Por fim, o evento ocorreu entre outubro de 2021 e março deste ano, e é uma exposição internacional registrada de escala universal selecionada pelo Escritório Internacional de Exposições (BIE). Este é o primeiro realizado não apenas nos Emirados Árabes Unidos, mas em toda a região do Oriente Médio, Norte da África e Sul da Ásia MINÉRIO-SA.

O tema a ser discutido na exposição foi Conectando Mentes, Criando o Futuro, destacando o compartilhamento de ideias e perspectivas de diferentes mentes (e sociedades) para criar o futuro. O espaço em que acontece fica entre Dubai e Abu Dhabi e formado por três pavilhões com cada um dos subtemas (Oportunidade, Mobilidade e Sustentabilidade) em torno de uma praça central, chamada Al Wasl (que significa "a conexão" em árabe). Andorra está localizada no pavilhão de Sustentabilidade.

Relações entre os Emirados Árabes Unidos e o CDI

Pequenos países e especialmente microestados tendem a ter boas relações entre si e a se aliar, uma vez que geralmente compartilham muitos elementos entre si e têm os mesmos interesses. Se olharmos, de fato, para o Acordos de dupla tributação de Andorra com outros países, são 9 e correspondem por um lado aos 3 países vizinhos (França, Espanha e Portugal) e pequenos microestados ricos (Luxemburgo, Emirados Árabes Unidos, Liechtenstein, Malta, Chipre e São Marinho).

Também mostramos em nosso artigo sobre o Acordo de associação com a União Europeia como Andorra se aliou a Mônaco e San Marino, novamente dois microestados com os quais poderia ser agrupado para ter interesses comuns. O facto de os Emirados Árabes Unidos e Andorra terem este acordo é claramente muito benéfico para ambosAssim, a livre circulação de pessoas e capitais entre os dois países floresce e as oportunidades de turismo, investimento e negócios aumentam em ambas as direções. Ainda mais se considerarmos cidades tão ricas quanto Dubai.

A origem do acordo de dupla tributação remonta à primavera de 2013, quando uma delegação andorrana visitou os Emirados Árabes Unidos (EAU) chefiada pelo Ministro do Turismo e Negócios Estrangeiros, o Director do Turismo de Andorra e o Presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços, bem como uma do grupo de profissionais e empresários andorranos, um início de relações que culminou com a assinatura do CDI no verão de 2015 e um acordo sobre a promoção e proteção recíproca de investimentos.

Já em 2013 as autoridades e sobretudo os empresários andorranos viram em pormenor a estratégia do chamado Zonas Francas dos Emirados para atrair investimento estrangeiro como Dubai, especialmente para empresas de comércio internacional e serviços em geral. Também como os Emirados Árabes Unidos são um país que soube cuidar muito bem de suas relações internacionais e é um claro exemplo de sucesso na diplomacia econômica, com importantes aliados em todo o mundo e desenvolveu um ambicioso plano de expansão internacional que o levou a investir em vários países, destacando a Espanha.

A delegação do governo na Expo Dubai 2020

A delegação andorrana na Expo Dubai 2020 é chefiada pelo Chefe de Governo, Xavier Espot, pela Ministra dos Negócios Estrangeiros, Maria Ubach, pelo Ministro do Turismo e Telecomunicações, Jordi Torres, e pelo Secretário de Estado da Transição Digital e Projetos Estratégicos, Cesar Marquina. Ele foi ao evento no dia 26, e na manhã seguinte iniciou a sua agenda com uma visita ao Pavilhão Andorrano recebido pelo diretor, Jordi Canut, e pelo restante da equipe que trabalha desde a inauguração.

As instalações andorranas procuram dar a conhecer o Principado aos visitantes como um laboratório vivo de inovação aberta, um destino atrativo para investimentos e um país em busca de estratégias de sustentabilidade (Já que o Pavilhão Andorrano, como indicamos, está localizado no bairro Expo dedicado à sustentabilidade). La propuesta andorrana está ideada como un espacio sensorial que incluye una maqueta interactiva de grandes dimensiones, gafas de realidad virtual que han podido probar y una gran pantalla en forma de media luna que permite a los visitantes tener una experiencia inmersiva y ubicarse en varios lugares del País.

Primeiro dia de visita

No primeiro dia visitaram o Pavilhão de Andorra e as infraestruturas de outros países, como os vizinhos Espanha, França e Portugal e outros países com o qual o Principado mantém relações bilaterais. As deslocações a estes pavilhões incluem encontros com dirigentes destes países, bem como uma visita guiada às instalações e a assinatura do livro de honra pelo chefe de governo e pelos ministros. Pela tarde a delegação foi dividida em três partes para poder visitar os espaços de mais países com os quais Andorra mantém relações bilaterais estreitas. O Chefe do Governo deslocou-se ao Pavilhão do Luxemburgo e o Ministro Ubach e o Ministro Torres visitaram San Marino e Mónaco.

Ambos os países negociam conjuntamente com Andorra o acordo de associação com a União Europeia, pelo que os laços diplomáticos são muito próximos. Dessa forma puderam trocar brevemente com os representantes de cada país. Por último, o Chefe do Governo, os ministros, o Secretário de Estado e o resto da delegação andorrana participaram à noite como convidados nos eventos comemorativos preparados por ocasião do Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto.

O Dia Nacional de Andorra na Expo Dubai 2020

Nestas exposições internacionais, cada país representado (dos mais de 190) tem um dia dedicado, um dia de poucos dias de atividade e um dia específico designado como Dia Nacional. É um dia em que representantes do gabinete ministerial dos Emirados Árabes Unidos recebem a delegação visitante individualmente e é dedicado um programa oficial específico que pode ser acompanhado ao vivo em todo o mundo para homenagear o Estado visitante e agradecer sua participação no evento, e é quando ocorrem os atos mais institucionais.

No caso de Andorra é o 28º e, entre outras coisas, as autoridades dos Emirados Árabes Unidos recebem a delegação andorrana, a bandeira andorrana é hasteada e o hino do Principado e dos Emirados Árabes Unidos é ouvido. O chefe de governo e um representante do gabinete ministerial dos Emirados também fazem um breve discurso depois. Desta forma, a Espot pôde dirigir algumas palavras ao público de apresentação do projeto andorrano: “a nossa participação está centrada em três eixos: a promoção do país e das empresas andorranas, posicionando-nos como um laboratório vivo de inovação aberta e apresentando estratégias de sustentabilidade da economia andorrana.

Posteriormente, uma representação dos cinco rebanhos do país formados por vinte pessoas, que também viajaram para Dubai, apresentar para o público uma adaptação da peça Terra, uma vez que o Dia Nacional inclui também uma representação cultural do país convidado. Terra é uma peça que explica através da dança e da música os 600 anos de história do Conselho da Terra de Andorra, bem como o progresso da sociedade andorrana como na modernidade.

Finalmente as duas delegações visitam conjuntamente os pavilhões de Andorra e dos Emirados Árabes Unidos e realizam-se novas reuniões bilaterais de alto nível. Assim, a Ministra dos Negócios Estrangeiros, Maria Ubach, reuniu-se com a chefe do Ministério da Cultura e Juventude, Noura bint Mohammed Al Kaabi, para falar sobre a colaboração cultural e turística. Precisamente Dubai vai acolher entre 14 e 21 de março uma edição do festival Art Camp, nascido em Andorra em 2008, com 20 artistas convidados do Médio Oriente e um artista de Andorra.

Nesse sentido, o Ministro Ubach ofereceu colaboração para compartilhar o conhecimento adquirido pelo Principado na organização do evento, que já foi realizado em Malta e nas Filipinas. Ubach e Al Kaabi também discutiram a possibilidade de fortalecer e promover a colaboração no campo da juventude, por exemplo oferecendo intercâmbios entre universidades de ambos os países ou assinando um memorando de entendimento para incluir vistos do tipo Trabalho e férias.

Por seu lado, o Ministro do Turismo e Telecomunicações reuniu-se com Helal Saeed Al Marri, Alto Representante para a Economia e o Turismo. Torres e Al Marri mostraram que, Em ambos os países, o turismo é um elemento chave, pelo que podem ser criadas sinergias entre os estados para incentivar os visitantes de um a irem para o outro e vice-versa.. De fato, Al Marri destacou que há cada vez mais Emirados interessados em turismo de natureza e, especialmente, no inverno, pelo que considera que Andorra pode se tornar um destino interessante para o público desta área. Tanto Al Kaabi como Al Marri foram formalmente convidados a visitar o Principado.

Paralelamente à delegação oficial, uma missão empresarial de cerca de quarenta pessoas também está em Dubai com o desejo de se dar a conhecer no país e explorar oportunidades no mercado do Oriente Médio. Esta delegação, por sua vez, visitou vários espaços –como a Câmara de Comércio ou a Zona Franca– e na manhã do dia 28 fez uma apresentação do país (Country Business Briefing) para cerca de setenta empresários e operadores turísticos –tanto das instalações como de outros pavilhões– para apresentar oportunidades de negócios no Principado, buscar sinergias e promover encontros presenciais com os representantes andorranos presentes na Expo.

Promoção do turismo e investimento internacional

O chefe de governo afirmou que "desde a abertura da Expo, mais de 140.000 pessoas já visitaram o Pavilhão Andorrano, mais de 1.000 diariamente, e estamos convencidos de que teremos conseguido despertar o interesse pelo nosso país". É um evento para dar a conhecer Andorra a um mercado que ainda tem muitas oportunidades de negócio a explorar. O chefe do Governo, que proferiu o discurso de abertura, explicou a importante transformação que o país sofreu na última década, dando especial destaque "à abertura económica e jurídica internacional que o país viveu, à modernização e ao firme compromisso de atrair inovação e capital estrangeiro”.

Entre outros representantes institucionais, durante estes meses estiveram também visitados os espaços andorranos altos representantes do Executivo dos Emirados Árabes Unidos: o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Abdullah bin Zayed Al Nahyan, e o Ministro das Finanças, Mohamed Bin Hadi Al Hussaini. Entre as reuniões de trabalho em que Andorra participou, destacam-se países como a Finlândia, a República Checa ou a Ucrânia sobre temas de interesse comum, como inovação na educação, sistemas de análise de mobilidade urbana ou equipamentos de resgate na montanha.

Espot observa que “o mercado do Oriente Médio também foi prospectado para promover o país como destino de investimento, promoção econômica e turismo, estabelecendo vínculos com investidores locais”. E é que na tarde do dia 27, junto com os ministros Maria Ubach e Jordi Torres, realizou um encontro bilateral com o chanceler dos Emirados Árabes Unidos, Abdullah bin Zayed Al Nahyan. Ele é o próprio ministro que visitou Andorra em julho de 2015 para assinar o acordo de dupla tributação em vigor entre os dois países, bem como o acordo de proteção recíproca de investimentos.

A apresentação teve também uma primeira abordagem sobre a vertente turística do Principado, onde foi revista a oferta do país, principalmente o relacionado a esportes, natureza, grandes eventos e compras. Neste sentido, a Andorra Turisme estabeleceu como objetivo criar as sinergias necessárias para permitir, em cinco anos, atrair visitantes do Médio Oriente. A apresentação, que contou com a presença de pessoas dos Emirados Árabes Unidos e de outros países, terminou com uma série de encontros presenciais entre potenciais investidores e empresários do país que se mudou para Dubai.

Relações entre os Emirados Árabes Unidos e Andorra

O chefe de governo andorrano mostrou a sua convicção de que O Oriente Médio é um território com o qual muitas novas sinergias e oportunidades de negócios podem ser criadas. Recordou ainda que desde 2017 Andorra e os Emirados Árabes Unidos têm um acordo em vigor para evitar a dupla tributação, pelo que "as nossas relações diplomáticas, que começaram em 2008, prosperaram com a cooperação em vários domínios, e sem dúvida continuaremos a trabalhar para fortalecer contatos entre os dois países.

Espot e Al Nahyan discutiram a possibilidade de promover o intercâmbio turístico e dar a conhecer o Principado ao público no Médio Oriente. O ministro dos Emirados está convencido de que, uma vez que os primeiros turistas da região visitam o Principado, muitos outros seguirão. Também Thani bin Ahmed Al Zayoudi, Ministro de Estado do Comércio Externo, que mais uma vez agradeceu a presença andorrana na Expo e garantiu estar convicto de que os laços entre os dois países serão reforçados após as várias reuniões realizadas nestes dias entre membros de ambos os executivos.

Por outro lado, indicou que Os andorranos "podem aprender muito com a experiência de Dubai, trocar conhecimentos e promover intercâmbios com uma comunidade tecnologicamente avançada, com um dos principais centros de conexão de negócios e destinos de investimentos em escala global, graças a uma legislação moderna, uma localização geográfica estratégica, uma infraestrutura avançada e líder e suas capacidades logísticas, entre outros”. Ele tem defendido o binômio sustentabilidade e inovação como aspectos fundamentais para avançar na diversificação da economia.

“Nosso modelo de crescimento ainda se baseia em setores como o turismo, mas a pandemia nos fez perceber que era necessário acelerar a necessidade de diversificar a economia em termos de inovação e sustentabilidade”. Por seu lado, o secretário de Estado da Transição Digital e Projetos Estratégicos, Cesar Marquina, salientou que o investimento estrangeiro direto aumentou 500% desde 2012, e que já representa 18,2% do PIB do país em 2021.

Assim, ele defendeu Andorra como um dos países com quadro fiscal mais competitivo da Europa e destacou que os projetos estratégicos de crescimento são baseados em tecnologia, saúde, educação, cultura e esporte e meio ambiente. Também foram expostos projetos estratégicos que, no curto prazo, ajudarão a continuar diversificando a economia do país.

Deixe um comentário

Andorra e Dubai: relações com os Emirados Árabes Unidos

Encontre-nos nas redes

Sobre nós

Andorra Insiders é uma plataforma de informação sobre Andorra gerida pela Abast Global, uma empresa de consultoria profissional andorrana para serviços jurídicos, fiscais e contabilísticos especializada na constituição de pessoas e empresas no Principado de Andorra. Mais informações aqui.

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar facebook
Compartilhar twitter
Compartilhar linkedin
Compartilhar telegram
Compartilhar whatsapp

Postagens mais recentes